empresa de factoring empresa de factoring

Afinal, por que buscar uma empresa de factoring e não um banco?

9 minutos para ler

Uma empresa de fomento mercantil, ou factoring, de maneira resumida, é uma alternativa para buscar capital de giro rápido. Além de fugir da burocracia dos meios convencionais e de forma legal.

O dinheiro conquistado por esses meios serve tanto para a quitação de débitos atuais quanto para a realização de investimentos e ações de expansão.

Conhecer essa possibilidade ajuda você a antecipar direitos creditórios para expandir sua companhia.

Assim, se você trabalha com o agronegócio, por exemplo:

Obtém capital para produzir sem se endividar antecipando os recursos a serem recebidos no futuro.

Achou interessante?

Aprenda sobre factoring e expanda sua empresa

É claro que, para obter esse benefício, é preciso explorar as opções existentes no mercado antes de fazer a escolha final.

Para ajudar nessa empreitada, criamos este conteúdo para sanar dúvidas sobre o factoring e mostrar as diferenças para as operações bancárias tradicionais.

O conceito de factoring e seu funcionamento

O fomento mercantil — ou factoring — consiste na compra de direitos creditórios por uma empresa especializada, que aplicará um fator de desconto.

Na prática, acontece o seguinte: seu negócio gera vendas a prazo e é documentado por meio de duplicatas, cheques e títulos a receber. Dessa forma, a empresa os vende para obter o dinheiro à vista.

A empresa de fomento adquire estes títulos pagando a vista com deságio em relação ao seu valor nominal e aguarda o recebimento futuro. No momento da quitação da dívida pelo sacado do título cedido.

Assim, você antecipa seus recebíveis de forma rápida e supera os problemas de fluxo de caixa.

Como resultado, tem a chance de programar ações de desenvolvimento, como o aumento do capital de giro e do poder de negociação na compra de mercadorias ou matérias-primas à vista.

A consequência é uma disponibilidade financeira mais rápido e garantindo a capacidade de honrar seus compromissos de curto prazo.

De quebra, alcança uma alavancagem econômica, que evita possíveis problemas futuros e limites bancários travados.

Como funciona na prática

Por parte da empresa de fomento existe a cobrança do fator de deságio para adiantar o recurso, proporcional ao risco sacado.

Para entender melhor como funciona a antecipação de recebíveis, é preciso conhecer as três partes envolvidas na negociação:

  • faturizador: é a empresa que adquire o direito creditório;
  • faturizado: é a sua empresa, ou seja, quem vende o título para realizar o fomento mercantil;
  • sacado: é o cliente do faturizado responsável por pagar determinado valor em um prazo definido — pode ser pessoa física ou jurídica.

A empresa de fomento ou factoring é uma opção para negócios de qualquer segmento.

É uma alternativa que decorre de vendas e prestação de serviços com pagamento futuro.

Entre os benefícios alcançados estão os que listamos abaixo:

Antecipação dos recebíveis

O recebimento à vista dos títulos com vencimento futuro traz fôlego às finanças.

Por isso, torna-se uma vantagem estratégica, que aumenta a competitividade no mercado.

Afinal, você adquire insumos ou produtos acabados com preços mais baixos. Graças ao aumento do poder de negociação com fornecedores para compras à vista com um menor comprometimento futuro da renda.

Rapidez na negociação

A falta de burocracia na negociação com as empresas de fomento, permite ao empresário que o dinheiro solicitado esteja em mãos com mais agilidade.

Um dos principais motivos é essa flexibilidade do sistema, capaz de viabilizar o recurso de maneira imediata.

Se seu negócio tem problemas com fluxo de caixa ou limites bancários travados, o fomento mercantil é a alternativa mais rápida para obter recursos e aumentar seu capital de giro.

Redução do risco de inadimplência

O processo de fomento inclui uma análise de risco do sacado a fim de identificar possíveis problemas como prejuízos, fraudes ou inadimplência.

Depois de autorizar a negociação, a responsabilidade integral do risco passa a ser da empresa de fomento. Ressalvados os casos de previsão de responsabilidade solidária.

Disponibilidade de recursos

A empresa solicitante do fomento tem acesso aos recursos de que precisa com rapidez e sem correr riscos. Todo o processo é feito de forma a agilizar e aumentar imediatamente o poder de negociação e de capital de giro.

E, com a ajuda de uma empresa especializada, você conta com assessoria técnica, financeira e econômica. Ao mesmo tempo em que recebe um atendimento ágil e um retorno compatível com o esperado.

As diferenças entre empresa de factoring e serviços bancários

Agora que você entendeu o que é o factoring, é preciso compreender a diferença entre as empresas que atuam no fomento — factoring – e as instituições financeiras.

A principal é a intermediação financeira.

O banco realiza essa atividade a partir da captação de recursos dos clientes que realizaram investimentos ou deixaram valores na conta-corrente.

O dinheiro é repassado para os tomadores a partir de um contrato e cobrado com a aplicação de taxas de juros.

Por sua vez o factoring, ou fomento mercantil, consiste na realização da negociação apenas com recursos próprios.

Por meio da compra de direitos creditórios, a empresa financia as operações pelo fator de deságio aplicado.

fomento mercantilPowered by Rock Convert

Com isso, inexistem riscos à poupança de outras pessoas.

Além disso, não há a aplicação de qualquer taxa de juros ou outras taxas embutidas que aumentam seu custo efetivo total.

Portanto, as vendas futuras deixam de ficar comprometidas — o que ocorreria em uma operação bancária.

Quer conhecer outros fatores relevantes? Acompanhe!

Continuidade de acesso ao crédito

O fomento mercantil é uma operação legal, cuja regulamentação está em andamento e pode ser consultada pelo Projeto de Lei 3615/2000.

No entanto, a empresa de factoring não é uma instituição financeira.

Isso significa que as negociações de títulos nessa modalidade não impactam seu risco junto aos bancos.

Assim, você tem acesso a um limite de crédito maior, passível de ser utilizado quando quiser.

Mas, se você fizer uma operação bancária, dificilmente conseguirá contratar um novo empréstimo ou financiamento, enquanto estiver pagando um deles.

O comum é exigir a quitação do contrato para, então, contratar uma nova operação.

Isso acontece porque o limite de crédito do banco é estabelecido pelo chamado risco cedente.

Por sua vez, as factorings atuam com foco no risco sacado.

Flexibilidade do sistema de uma empresa de factoring

O banco trabalha com regras rígidas e aplicáveis a todos os clientes. Se você tiver um bom nível de crédito, pode ter alguns benefícios.

No entanto, isso é a exceção.

Por sua vez, a empresa de factoring busca se adaptar ao crescimento do seu negócio.

Como?

Imagine que seu faturamento mensal tenha quase dobrado nos últimos meses.

Com isso, você negocia taxas menores de deságio e consegue manter o fluxo de caixa reforçado.

Lembre-se ainda da agilidade da liberação do recurso, já que o banco é burocrático e o fomento mercantil não.

Aplicação de taxas

O cliente paga menos taxas ao antecipar os recebíveis, porque é aplicado somente o fator de deságio.

Nos bancos, há cobrança de juros e outros encargos, a depender da operação realizada.

É importante salientar que os bancos consideram o custo da captação dos recursos e o spread.

Ou seja, é a diferença entre o primeiro valor e a taxa do empréstimo.

No fomento mercantil, o fator de deságio é acordado entre as partes e o mercado é competitivo.

Assim, a chance de conseguir um bom negócio é maior.

Comercialização de outros produtos

A chamada venda casada, que implica a contratação de um seguro para o empréstimo, por exemplo, é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

No entanto, os bancos têm essa prática como regular.

O fomento mercantil obedece as regulamentações e não exige nenhuma contrapartida por parte do cliente.

Esses fatores mostram que bancos e empresas de factoring funcionam de maneira muito diferente.

Os principais aspectos que os diferenciam são:

Banco

  • aprovação do crédito com base no histórico do negócio;
  • pagamento parcelado de valor principal acrescido de juros;
  • dificuldade para obter o capital de giro necessário, a depender das condições da empresa;
  • limitação do potencial de financiamento;
  • autorização lenta da negociação, que pode demorar meses.

Fomento mercantil – Factoring

Por outro lado, a flexibilidade do fomento mercantil e a garantia maior da transação fazem suas características principais serem:

  • aprovação do crédito com base na força dos seus clientes, além da possibilidade de ser concedido até para casos de negativação, dependendo do risco sacado;
  • ausência de pagamento posterior e reciprocidade, sem comprometimento de valores futuros que não sejam aqueles já negociados e cedidos;
  • flexibilidade do limite de crédito;
  • facilidade de ser obtido por qualquer companhia, qualquer que seja seu segmento;
  • autorização rápida da negociação, geralmente, em até cinco dias.

Assim, fica claro que buscar uma empresa de factoring é uma ótima alternativa aos bancos.

Basta procurar uma já estabelecida no mercado, com experiência e tradição.

Ao solicitar o fomento, você atinge o melhor custo-benefício e entra em um relacionamento de longo prazo, que gerará várias oportunidades de negócio.

É assim que a Piran trabalha.

E você, quer conhecer melhor nossos serviços?

Então entre em contato conosco e veja o que podemos fazer para ajudar o seu negócio e expandir suas operações!

Posts relacionados

2 thoughts on “Afinal, por que buscar uma empresa de factoring e não um banco?

    1. Boa tarde Edson! Nós na Piran Fomento não cobramos taxas para abertura de crédito. Entre em contato conosco para saber mais sobre os nossos serviços! Abraços.

Deixe um comentário