gestão de fluxo de caixa gestão de fluxo de caixa

6 ações que podem ajudar a melhorar seu fluxo de caixa

6 minutos para ler

A correta gestão do fluxo de caixa é importante por muitas razões.

Essa prática contribui para o controle do fluxo de dinheiro que entra e sai da empresa, além de manter a segurança dos dados, gerar relatórios precisos e garantir a sustentabilidade do negócio.

Em vista disso, é importante que o gestor ou empresário conheça as principais ações que podem ajudar a melhorar o fluxo de caixa.

Por exemplo, registrar com precisão as finanças, não tolerar atrasos, antecipar créditos de vendas a prazo, entre outras estratégias.

Nos tópicos seguintes, vamos mostrar para você 6 ações que podem ajudar a melhorar o fluxo de caixa e contribuir para a criação de um negócio saudável.

Portanto, continue a sua leitura!

1. Entenda o conceito de fluxo de caixa

Para fazer um ótimo controle, é preciso entender o que é fluxo de caixa e para que serve. Do contrário, terá uma visão muito simplista e deficitária do assunto.

Então, imagine os recursos financeiros entrando e saindo do caixa da empresa ao longo de determinado período, como no mês de dezembro.

Deixá-lo “solto”, sem registro, é uma má ideia, pois você não saberá exatamente quanto dinheiro entrou e nem quanto saiu.

O fluxo de caixa nada mais é do que o registro dessas operações, com o objetivo de controlar o que entra e sai de recursos financeiros do caixa da empresa.

Ao fazer esse controle, além de obter maior segurança, poderá fazer análises financeiras mais precisas e até projeções para o futuro.

Por exemplo, saberá se o movimento financeiro está adequado para o mês, em comparação com os últimos meses, entre outras coisas.

2. Faça um registro financeiro preciso

Outra dica importante é fazer um registro financeiro preciso. Tome nota de absolutamente tudo o que entra e sai do caixa da empresa, pois até mesmo os centavos fazem diferença.

Esse registro não é fácil. Pequenas distrações podem promover erros graves e resultar em problemas futuros.

Tecnologias obsoletas podem promover o mesmo efeito, então deixe de lado cadernos de anotação ou planilhas que são preenchidas manualmente.

Um registro preciso oferece as seguintes informações sobre os movimentos financeiros:

  • Quanto dinheiro entrou ou saiu?
  • Como?
  • Onde?
  • Por quem?

gestão de fluxo de caixa
Ao fazer um registro pouco preciso ou até errado, toda a empresa será penalizada.

Seus relatórios ou suas projeções financeiras estarão incorretas, o que subsidiará decisões erradas e que prejudicam a saúde do empreendimento. Portanto, será como uma bola de neve negativa.

3. Estimule o cliente a pagar mais rápido

Hoje, é muito comum que uma empresa ofereça crédito comercial. Ou seja, uma espécie de financiamento próprio, permitindo que os clientes comprem e paguem a prazo.

É uma ótima estratégia!

Todavia, para melhorar o fluxo de caixa, é preciso introduzir estímulos para que o cliente pague mais rápido.

Se isso for feito com acerto, a empresa terá mais capital no caixa e poderá reinvestir no seu crescimento ou gerar mais rentabilidade.

Existem diferentes estratégias para estimular o pagamento antecipado.

O mais comum é oferecer um pequeno desconto, entre 3% e 6%, para quem paga até uma determinada data.

Outra opção é oferecer brindes, prêmios ou até aumentar o limite de crédito oferecido.

Há dois principais benefícios no estímulo do pagamento mais rápido: primeiro, gera fluxo de caixa ao negócio.

fomento mercantilPowered by Rock Convert

Segundo, aumenta a previsibilidade de entrada dos recursos.

4. Não tolere contas em atraso

Ter contas em atraso é um péssimo sinal. Esse fato mostra que a empresa não têm recursos suficientes para pagar os seus fornecedores, o que afeta a saúde e credibilidade do negócio.

Em vista disso, ser tolerante demais com contas em atraso, como se fosse algo comum, não é uma boa prática.

É preciso pagar os fornecedores em dia, renegociar as contas em atraso e manter a empresa sempre no “azul”.

A questão é: como fazer isso?

gestão de fluxo de caixa
A melhor dica é ter prudência no momento da compra.

Compre apenas o que se pode pagar, não faça dívidas demais e não ponha em risco o nome do empreendimento.

Caso tenha contas em atraso ou contas prestes a atrasar, aproveite para negociar com os fornecedores e verificar como elas podem ser pagas.

Em alguns casos, o ideal é antecipar créditos futuros dos clientes e usá-lo para quitar dívidas ou investir estrategicamente.

5. Antecipe recebíveis de vendas a prazo

Antecipar recebíveis é uma oportunidade para melhorar o fluxo de caixa no curto prazo. Nesse caso, você receberá recursos financeiros que só estariam disponíveis no futuro.

Uma das principais estratégias de antecipação é o chamado “fomento mercantil” (ou factoring).

Nesse caso, uma empresa de fomento poderá comprar os direitos creditórios da sua empresa, o que resultará no recebimento imediato do capital que só seria recebido no futuro.

Existem muitos benefícios ligados ao fomento. É, por exemplo, uma alternativa menos burocrática e onerosa, além de mais rápida e eficiente à melhoria do fluxo de caixa.

O funcionamento do fomento mercantil é simples.

Veja:

Quando um empreendimento não tem os recursos de que precisa, ele busca uma empresa de fomento mercantil que compra os recebíveis (de vendas a prazo) e adianta o capital que só seria recebido no futuro.

6. Tenha metas de fluxo de caixa

Empresas que têm um fluxo de caixa descontrolado correm um sério risco de fracassar.

Se não há dinheiro no caixa, fica difícil pagar os funcionários, reinvestir no crescimento do negócio, no desenvolvimento de novos produtos e assim por diante.

Em vista disso, é preciso ter metas claras, desafiadoras e realistas.

Elas devem indicar o fluxo de caixa desejado pela empresa e estimular todos os profissionais envolvidos (em especial os líderes da empresa) no seu alcance.

Como pode observar, existem muitas dicas que podem ajudar a melhorar o seu fluxo de caixa.

Comece com o registro adequado de tudo o que entra e sai ao longo de certo período.

Depois crie estratégias para antecipar o pagamento dos clientes, bem como créditos que só seriam recebidos no futuro.

Por fim, estabeleça metas que sejam realistas e desafiadoras para a empresa.

Gostou do nosso artigo e entendeu como melhorar o seu fluxo de caixa?

Assine nossa newsletter para receber dicas e conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail. Conte com a Piran!

Posts relacionados

Deixe um comentário